Desenho de personagem de desenho animado

Descrição gerada automaticamente com confiança baixa

Logotipo

Descrição gerada automaticamente

Ícone

Descrição gerada automaticamente


 

Computação Gráfica

Biblioteca Gráfica OpenGL

 

Prof. Márcio Sarroglia Pinho


 

Instalação de OpenGL

C/C++

 

Windows – Code::Blocks

 

VSCode - Windows e Mac

 

XCode – Mac

 

Java

·      Com JOGL

·      Com LWJGL (Tutorial da aluna Sarah Lacerda da Silva)

Python

 

Exemplo em Python

 

Instruções sobre Instalação em Python

 

 

 

 

Material de Apoio de OpenGL

 

Navegação em ambientes 3D

Transformações Geométricas

Exemplo Básico 3D

Manipulação de Imagens

Luzes

Transparências

Transformacões Geométricas Hierárquicas(Básico)

Transformações Geométicas Hierárquicas

Leitor de Objetos 3D

Mapeamento de Texturas

Utilização de Múltiplas Telas

Geração de Imagens Estereoscópicas

Mascaramento de Regiões

 

Imagens Estendidas em Várias Telas (Tiled Displays)

Cálculo de Intersecção entre Segmentos de Reta

View Frustum

 


Introdução

OpenGL é uma biblioteca de rotinas gráficas para trabalhar em duas e três dimensões. Existem implementações de OpenGL para Windows, Mac, Linux, Amndroid, iOS, entre outros. Para obter maiores informações sobre estas implementações consulte http://www.opengl.org.

Das implementações para PC as mais conhecidas são as da Silicon Graphics e da Microsoft.

Aqui é importante contextualizar OpenGL com relação às linguagens de programação e aos ambientes operacionais. Independente da plataforma usada, e também da linguagem, as rotinas de exibição de objetos de OpenGL são sempre iguais. O que difere o uso de OpenGl em uma plataforma UNIX ou PC, ou em ferramentas como Delphi, C Builder, Borland C, Visual C ou Visual Basic é a forma de inicializar e integrar a biblioteca OpenGL em cada linguagem e a forma de definir em que janela(ou parte dela) a imagem será exibida.

Como a tarefa de integrar OpenGL a uma linguagem, nem sempre é trivial, existem diversas ferramentas(bibliotecas) para este fim, especialmente para Delphi e Visual Basic. Estas ferramentas são componentes ou OCXs que encapsulam a OpenGL, e tornam mais fácil a integração com estas linguagens. Consulte http://www.opengl.org para obter maiores informações sobre estas ferramentas.

GLUT

Outra forma de integrar OpenGL com as linguagens de programação tradicionais é o uso da GLUT- GL Utility Library.

Criada pela Silicon Graphics, trata-se de uma API de funções que permite entre outras coisas criar janelas, ler o teclado e o mouse e criar menus de opções. Existem versões padronizadas da GLUT para DOS, Windows, Linux, MasOS e para a maioria das plataformas UNIX.

A grande vantagem do uso da GLUT é que ela permite o uso de todas as funções gráficas OpenGL e ainda torna padronizado o acesso a características específicas de cada ambiente de janelas.

Para obter maiores informações sobre a GLUT consulte as seguintes fontes de informação.